O óleo diesel é o combustível mais usado no Brasil atualmente, pelo fato de oferecer um desempenho superior se comparado à outros combustíveis. São diversas as aplicações desse combustível e, sucessivamente, diversos os segmentos que o utilizam como recurso estrutural de sua empresa ou indústria. Portanto, para atender às várias necessidades, são encontrados vários tipos de diesel no mercado, como por exemplo o diesel S10 e o S500, os tipos mais comuns.

Basicamente, o óleo diesel é um derivado do petróleo, obtido através da destilação, que traz hidrocarbonetos em sua composição (átomos de carbono e hidrogênio), além de possuir, em baixas proporções, átomos de enxofre, nitrogênio e oxigênio. Claro que, quando comparamos a estrutura química do diesel S10 com o S500, percebemos diferenças entre ambos, mas isso vamos mostrar a seguir para você.

Diesel S500

Diesel S500, ou Diesel comum como é conhecido nos postos de combustível, traz este nome pois contém 500 mg/kg, ou partes por milhão, de teor máximo de enxofre. O tipo mais simples de diesel não apresenta nenhum tipo de aditivo e possui colocação avermelhada, devido ao corante, pigmento de utilização obrigatória de acordo com a regulamentação estabelecida pela ANP – Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis.

Dentre outras características, podemos destacar seu nível de cetano, responsável pela qualidade da combustão do motor. O Diesel S500 possui um número de cetano mínimo de 42. Quanto mais elevada a presença de cetano no diesel, menor é o atraso da ignição e melhor é a combustão.

A utilização do Diesel S500 é recomendada aos veículos movidos a diesel fabricados até 2012.

Diesel S10

Já o Diesel S10, traz em sua composição uma adição de 8% de Biodiesel e teor de enxofre máximo de 10 mg/kg, visando reduzir ao máximo a emissão de partículas nocivas na atmosfera e, consecutivamente, causar menos danos ao meio ambiente. Seu nível de cetano é registrado em 48, contra 42 do Diesel S500. Outro favor de extrema importância é sua capacidade solvente de sujeiras, devido a presença maior de hidrogênio.

O Brasil vem, cada vez mais, se preocupando com a qualidade do ar e, principalmente, com os impactos de determinadas substâncias na atmosfera e na natureza. Por isso, desde janeiro de 2014, que o óleo diesel com baixo teor de enxofre vêm sendo comercializado no Brasil, uma medida de transformação em relação ao controle de emissões veiculares.

A utilização do diesel S10 também é recomendada para veículos fabricados antes de 2012, porém, o grande diferencial são os benefícios ambientais, com baixa emissão de poluentes, além do nível de cetano que é mais elevado ao compararmos com o S500, aumentando o desempenho do motor.

Utilização do óleo diesel S10 e S500

No território nacional, a ANP estabelece as seguintes aplicações do diesel S10 e S500:

• Veículos automotivos
• Máquinas agrícolas
• Máquinas de construção
• Máquinas industriais

utilização é destinada exclusivamente à motores de combustão interna e ignição por compressão, ou motores de ciclo a Diesel, além de ser responsável por gerar energia e  movimentar máquinas e motores de grande porte. Alguns exemplos estão presentes em nosso dia a dia, como: caminhões, ônibus, tratores, automóveis de passeio, furgões etc.