Os hedges são fundamentais para a estatal garantir margem positiva frente às instabilidades do mercado.

Antes de entender de fato como a Petrobras faz hedge, afinal, o que de fato significa essa palavra? “Hedge” vem do inglês e significa “cobertura”.

Nas finanças, trata-se de uma operação que reduz o risco da variação dos preços. Em outras palavras, é a alternativa para fixar o valor de um determinado ativo, passivo, taxa de juros, câmbio, commodity ou dívida.

Agora vamos pensar no hedge feito especificamente pela Petrobras, maior estatal brasileira. Sabidamente, a empresa tem uma série de custos não só em reais como também em dólares.

Pagos com a moeda brasileira estão essencialmente projetos de engenharia, insumos de produção e mão de obra.

Por outro lado, navios, aluguel de sondas, produtos químicos, petróleo do exterior, entre outros, são liquidados a partir da moeda americana.

E quanto às comercializações? Neste quesito, uma parcela do petróleo produzido no Brasil é transformada em derivados e comercializada em reais. Já a parte exportada é vendida em dólares.

Onde entra o hedge?

Uma vez entendida a lógica de compra e venda, aí entra o hedge. Alguns especialistas apontam que a Petrobras tem hedge no petróleo porque apresenta receitas em dólares muito próximas às despesas nesta mesma moeda. O hedge, neste sentido, “seguraria” o dólar, e não o valor do petróleo.

Para explicar melhor, quando o valor do petróleo oscila, não é de imediato que a estatal modifique o valor aos consumidores, porque isso assusta o mercado.

É por este motivo que a Petrobras age com cautela e espera uma certa estabilização para aí então efetivar o aumento, descontando o atraso. Pode ser que neste trâmite a empresa perca dinheiro, mas sua imagem estará mantida.

E na atualidade?

Em março de 2020, a Petrobras anunciou a captação de R$ 3,5 bilhões junto a instituições financeiras para esticar prazos de dívidas.

De acordo com a empresa, as operações em moeda estrangeiras foram protegidas por hedge. O prazo médio destas novas operação é de quatro anos.

Já em julho, no entanto, os efeitos da pandemia da COVID-19 foram sentidos pela estatal, que reportou prejuízo líquido de 2,7 bilhões de reais no segundo semestre.

No mesmo período de 2019, a Petrobras havia contabilizado lucro de 18,87 bilhões de reais.

À agência de notícias Reuters, em matéria de 30 de julho de 2020, Roberto Castello Branco, presidente da Petrobras, comentou: “Os hedges de petróleo foram essenciais para garantir margem positiva à companhia quando o mercado estava muito volátil.

Neste momento, não estamos fazendo hedge de nossas exportações de petróleo pois o mercado está mais estável. Porém, poderemos retomar essa prática se julgarmos necessário”, disse.

E por falar em combustíveis…

Já fez sua cotação com o Centenário Diesel? Desde 1982, estamos no mercado revendendo óleo diesel (BS-500; BS-500 aditivados; S-10; S-10 aditivados e marítimo) e Arla 32.

? Desde 1982, estamos no mercado revendendo óleo diesel (BS-500; BS-500 aditivados; S-10; S-10 aditivados e marítimo) e Arla 32.

Vamos conversar? Orce conosco o diesel à sua medida. Estamos em Canoas, Cachoeira do Sul, Uruguaiana e Alegrete. Contate nossa matriz pelo número 51 3031-3633 (matriz).

como-a-petrobras-calcula-o-hedge